sexta-feira, fevereiro 08, 2008

Hitler nunca fez mal a ninguém

Estamos numa era extremamente interessante.
É-nos dito que todos temos os mesmos direitos. Que temos liberdade para quase tudo. Desde que não firam o próximo. Ora, esta ideia de não ferir o próximo é uma piada de mau gosto.
Em teoria, parece ser lógica e coerente. Em teoria.
Não falo de cigarros e de fumo, parece-me estar noutro patamar. Não falo de tricas políticas.
Falo de algumas notícias (aqui, aqui e aqui) sobre o abandono (ou o medo) de alguns professores do ensino do Holocausto. Porquê? Porque pode ferir susceptibilidades ou ofender os alunos muçulmanos.
Estamos a brincar com a verdade histórica? Menos de 100 anos passados e já nos esquecemos das atrocidades cometidas? Em nome do petróleo, do respeito pelo outro ignoramos os crimes contra judeus ou outros? Estamos todos loucos?
Os meninos que pensam que o Holocausto não existiu deviam ter mais aulas de história sobre o mesmo, e não menos. Quem tem medo de ensinar História, com medo de ofender outrém que não acredita em factos, deve mudar de área.
Ou aculturação é isto? Ignoramos crimes, como já ignorámos a matriz cristã europeia, em nome do bem estar de todos? Não estamos a falar de lavagem cerebral (só se da parte deles - sejam eles quem forem - para nós), estamos a falar de ensinar, discutir. Se quiserem continuar em negação que o façam, mas o direito à educação não deve ignorar o facto real e provado.
A história deve servir, também, para evitar cometer os mesmos erros. Infelizmente, eles continuam a ser cometidos.
Haja paciência...somos tão modernos, tão respeitosos, tão defensores das liberdades, que qualquer dia perdemos toda e qualquer noção de senso comum.

3 comentários:

João Cid disse...

Aprecio a indignação, mais ou menos geral, explícita no teu último parágrafo, que eu gostaria de comentar referindo algo que tenho sentido em reflexões sobre os dias e as notícias de "hoje"...
Tive, entretanto, mais dois parágrafos escritos, os quais pretendia usar para exemplificar o "senso comum" da actualidade, mas decidi guardar as reflexões ali contidas para conversa, já que as mesmas fugiam ao tema e título desta tua publicação.
Mas já dizia o néscio na loucura do seu coração: "não há Deus!"

Zorze disse...

Não nos esqueçamos que o governo iraniano já veio pôr em causa se terá mesmo ocorrido alguma espécie de holocausto. O mundo está louco, é verdade, mas, sempre esteve, infelizmente. A ver vamos ...

http://extrafisico.blogspot.com

undercover disse...

O pior de tudo é a má imagem que isto dá, parece que os países Ocidentais estão sempre dispostos a ser condescendentes, e tratar sempre com extremo cuidado tudo o que possa ofender de forma mais remota os muçulmanos.
Isto mostra medo!!!!
Tal como já foi mostrado medo quando se cancelou o Dakar deste ano, tal como já foi mostrado medo quando se cancelou uma ópera de Mozart porque um dos personagens tirava de um saco as cabeças de Buda, Cristo e Maomé.
Medo, isto tresanda a medo!!!
E quando as pessoas mostram medo a ignorância e a violência têm caminho aberto!!