quinta-feira, julho 24, 2008

Protestantices

Escreve John Piper no 1ª caítulo de Penetrado Pela Palavra:
Muitas pessoas não vêem a paixão de Deus por sua própria glória como um acto de amor. (...)a definição do mundo de amor diz: você é amado quando é mimado.
(...)
O amor de Deus por nós não se revela principalmente em que Ele nos valoriza, e sim em que Ele nos dá capacidade de nos regozijarmos em apreciá-lo para sempre. Se centrarmos o amor de Deus em nosso valor, estamos nos afastando do que é mais precioso, ou seja, Ele mesmo.
(...)
Por conseguinte, o amor de Deus labuta e sofre para aniquilar nossa escravidão ao ídolo do "eu" e focalizar nossas afeições no tesouro de Deus.
Piper continua com a passagem de João 11. 1-6, e comenta:
Ele deixou Lázaro morrer ou permaneceu por mais tempo, para deixar evidente que não tinha pressa de trazer alívio imediato ao sofrimento.
(...)
Jesus era motivado pelo amor para com a glória de Deus, manifestada em seu tremendo poder.
E termina assim:
O amor é fazer tudo que for necessário para ajudar os outros a verem e experimentarem a glória de Deus em Cristo, para todo o sempre. O amor mantém Deus no centro, porque a alma foi criada por Deus.
Acrescentando ainda João 17.24
Em relação ao texto de Lázaro, convém acrescentar que Jesus chorou. Se o objectivo (a Glória de Deus) era importante, Jesus nada fez sem amor. E mesmo aqui sentiu a dor da perca de um amigo, mesmo sabendo que o ressuscitaria.
Mas, esta meditação veio no momento certo. Anteontem, na nossa casa, colocámos o dvd do Michael enquanto jantávamos. E ao ouvir com atenção uma das canções, Above All, não consegui deixar de franzir o sobrolho.
Consigo cantar: Sei que foi pago um alto preço, /Para que contigo eu fosse um meu irmão/Quando Jesus derramou sua vida/Ele pensava em ti, Ele pensava em mim,/Pensava em nós;
por outro lado, já me faz comichão nos ouvidos e na língua cantar: Laid behind a stone/You lived to die/Rejected and alone/Like a rose/ Trampled on the ground/You took the fall/ And thought of me/Above all.
Above all? A minha opinião vai de encontro ao exposto por Piper, e escrito acima. Above all, não.

2 comentários:

Daniel M.S. disse...

Excelente o texto! Talvez te faça uma surpresa Tiagão.

Tiagão disse...

Lol. Se estás a pensar em John Piper é melhor conferires comigo ou com a Sara. Temos uns quantos dele:p
Abraço, careca!